• Arquiteto Roberto Rolim

Conheça exigências e soluções para projetar bons edifícios-garagem.

Projeto Edifício Garagem


Nos dias de hoje com a falta de vagas, vários prédios tem espaço para expandir o numero de vagas de seus moradores e não sabem como, veja neste projeto como é simples planejar este tipo de construção, transformando transtorno em valorização do seu imóvel.



A escolha do sistema construtivo do edifício-garagem, que poderá ser em concreto moldado in loco, pré-moldado, estrutura metálica ou estruturas mistas, é norteada pelo projeto arquitetônico, que define o ambiente, suas formas e vãos.


O projeto básico deve considerar aspectos como o número de vagas (legalmente ou o desejo do cliente), terreno, legislação vigente que impacta recuos, coeficiente de aproveitamento e taxa de ocupação. É importante, também, avaliar os acessos, a topografia, as características do solo – subsolo ou sobressolo – e a verba disponibilizada pelo empreendedor.


Veja este exemplo de projeto no Guarujá.


Em um grande terreno, ao lado de um famoso restaurante na praia da enseada, Guarujá, apresentei esta proposta arquitetônica para construção de um Edifício-Garagem.



Baseado no código de Edificações e nas restrições do local, referente a taxa de ocupação e coeficiente de aproveitamento, pude projetar 3 pavimentos, sendo a capacidade de lotação total de 116 vagas, entre cobertas e descobertas.



Adotei um sistema de acesso aos pavimentos superiores através de rampa circular, respeitando o grau máximo de inclinação e o raio mínimo de curvatura, para construção de uma boa circulação, resultando para meu prazer, em uma volumetria muito simpática e com um visual marcante.



Os “brises” que resolvi adotar para vedação parcial do volume das rampas circulares, preocupado com os gases dos veículos, resultou em um complemento a mais a beleza do conjunto.

4 visualizações

© Arquiteto Rolim. Todos os direitos reservados